O cuidado com o outro e com o meio ambiente sempre foi preocupação da The Body Shop. Por isso, a marca criou o programa pioneiro de Comércio Justo com Comunidades, a partir do qual consegue as melhores matérias-primas dos quatro cantos do globo em troca de remuneração justa para os colaboradores. Assim, a The Body Shop busca desenvolver as habilidades dos agricultores e artesãos locais, melhorando a qualidade de vida de milhares de pessoas. E, é claro, isso tudo reflete diretamente nos produtos incríveis e cheios de histórias. <3

Foto: The Body Shop

Veja como começou o Programa Comércio Justo e a qual é a sua missão

O projeto foi lançado em 1987 e tem como principal compromisso praticar comércio justo e honesto com os fornecedores e, em troca, oferecer boas práticas comerciais e preços independentes. Para alcançar isso, a marca procura alguns dos melhores ingredientes da natureza e aproveita o conhecimento dos agricultores em pequena escala, artesãos tradicionais e cooperativas rurais e cria produtos eficazes, desenvolvidos com carinho e cuidado.

Foto: The Body Shop

 Muito além da beleza! Descubra como o Comércio Justo está mudando a vida de milhares de pessoas

As comunidades que fazem parte do programa passam por dificuldades e, infelizmente, muitas vezes não possuem outra fonte de renda. Assim, ao empregar esses indivíduos, a The Body Shop incentiva mudanças de perspectivas de futuro ao possibilitar que eles voltem a estar no comando de suas vidas, além de ser uma fonte de renda para sustentar suas famílias. Atualmente, existem 26 fornecedores de Comércio com Comunidades de 21 países de todo o mundo.

Foto: The Body Shop

Metas para o futuro: planos de expansão do Programa Comércio Justo

Não satisfeita em apenas promover uma relação comercial honesta e vantajosa para o produtor, para a empresa e para o meio ambiente, a The Body Shop quer ir além. Até 2020, tem como meta assegurar que 100% dos ingredientes naturais seja identificável e provenha de uma fonte sustentável, protegendo 10 mil hectares de florestas e de outros habitats. Além disso, a marca planeja duplicar o número de comunidades atendidas de 21 para 40.

Para a fundadora da marca, Anita Roddick, é importante que a The Body Shop colabore e seja parte da sociedade. Seu maior desejo sempre foi que a empresa fosse além, contribuindo para a preservação do meio ambiente e das pessoas que nele habitam! Demais, né? 😉

 Fotos: The Body Shop